PJM Rio de Janeiro promove reunião para discutir as ações de GLO no Rio de Janeiro

Em continuidade ao procedimento de acompanhamento das ações para Garantia da Lei e da Ordem (GLO) no Rio de Janeiro, os membros da Procuradoria de Justiça Militar no Rio de Janeiro receberam no dia 21 de fevereiro representantes da Marinha do Brasil (MB), da Força Aérea Brasileiro(FAB) e das Polícias Civil (PCERJ)e Militar do Estado do Rio de Janeiro (PMERJ), Federal (PF)e Rodoviária Federal (PRF) para discutir os desdobramentos da operação.

Com o objetivo de reforçar o combate ao crime organizado, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou o Decreto nº 11.765, de 1º de novembro de 2023, que autoriza o emprego das Forças Armadas para a Garantia da Lei e da Ordem em portos e aeroportos, em trabalho conjunto com a PF, PRF, Guarda Portuária e Receita Federal do Brasil (RFB).

A ouvidora do MPM, a procuradora Najla Nassif Palma, ressaltou a importância das regras de engajamento atenderem às orientações emitidas pela Secretaria de Direitos Humanos, Direito Humanitário e Relações Internacionais (SDHRI/MPM).

Durante a reunião, os oficiais das Forças Armadas apresentaram os planos de ação, a área de atuação, a rotina das Delegacias de Polícia Judiciária Militar, criadas especificamente para GLO, e também compartilharam dados sobre prisões e apreensões. Foi ainda relatada a dinâmica do tráfico de drogas que acontece diariamente nas embarcações na Baía da Guanabara, bem como nos voos, com a prisão de indivíduos utilizados pelos grupos criminosas para o transporte aéreo de drogas.

O delegado federal chefe da Delegacia de Polícia Federal no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro, Jackson Rimac Rosales Allanic, e o chefe do Serviço de Inteligência da PRF no Rio de Janeiro, André Martins da Silva, declararam que as atividades de GLO, realizadas sob a coordenação das Forças Armadas, têm ocorrido de forma bastante exitosa.

O coordenador-administrativo da PJM Rio de Janeiro, o procurador Ailton José da Silva, destacou a impacto positivo para a cidade do Rio de Janeiro dessas ações conjuntas e estruturadas envolvendo as Forças Armadas e órgãos ligados à segurança pública.

A PCERJ e a PMERJ manifestaram apoio ao MPM, oferecendo o necessário para aprimorar as ações das Forças Armadas, em razão das particularidades das ações de GLO desenvolvidas no Rio de Janeiro.

Participaram também da reunião: promotores de Justiça Militar Max Brito Repsold, Rafael Martins Liberato de Oliveira, Milord José Guimarães Silva e Vinicius Matheus Ferreira Lima; gestora de Segurança Institucional da PJM Rio de Janeiro, Daiane de Figueiredo; subsecretário de Inteligência da PMERJ, cel José Ramos; major Cunha Neves, da PMERJ; diretor de Inteligência da Ssinte/PCERJ, Pablo Valentim; delegada da Draco/PCERJ, Carolina Cavalcante; capitães de mar e guerra Carlos Alexandre Tunala da Silva, Alex Ribeiro do Nascimento e Jailton Vellozo Bezerra; tenentes da Marinha Bruna Maiolino Bucco e Fernanda Pimenta; comandante da FAN 34 – GLO. brigadeiro Helmer Barbosa Gilberto; comandante do Batalhão GLO RJ, coronel da Aeronáutica Rodrigo Alves dos Santos; e, as tenentes da Aeronáutica Edjane Domingos Pereira da Silva e Marcela Pereira de Melo Andrade.