PGJM acompanha visita da turma do 2º CIV ao Comando de Operações Navais

Acompanhados do procurador-geral de Justiça Militar, Antônio Duarte Pereira, os integrantes da turma que cumpre a 4ª Etapa do 2º Curso de Ingresso e Vitaliciamento de promotores de Justiça Militar foi recebida na terça-feira, 28 de novembro, pelo almirante de esquadra Wladimilson Borges de Aguiar, comandante do Comando de Operações Navais da Marinha, no Rio de Janeiro. O vice-procurador-geral de Justiça Militar, Clauro Roberto de Bortolli, e o corregedor-geral do MPM, Samuel Pereira também participaram do encontro.

Na oportunidade, foram tratadas questões de interesse às duas instituições e relevantes para o Brasil, como a atuação da Marinha no programa Amazônia Azul.

Amazônia Azul – área que inclui tanto a costa marítima brasileira ao longo do continente quanto ao redor das ilhas oceânicas brasileiras, como Fernando de Noronha). Trata-se de uma região rica em biodiversidade e recursos naturais e que oferece condições para o desenvolvimento de projetos sustentáveis, como o turismo controlado, a pesca, a extração de petróleo e de gás. Atividades que merecem planejamento prévio a fim de evitar ameaça à fauna e à flora submarina e a poluição por plásticos e outros resíduos químicos.

A Amazônia Azul possui uma área equivalente a 67% do território terrestre e guarda outros recursos não-vivos (sal, cascalhos, areias, fosforitas, crostas cobaltíferas, sulfetos e nódulos polimetálicos, entre outros); além de uma grande variedade de organismos marinhos de valor biotecnológico, com amplas aplicações, principalmente nas áreas de fármacos, cosméticos, alimentos e agricultura.

Em sinal de agradecimento pelo apoio ao CIV, o procurador-geral presenteou o comandante com a panóplia do Ministério Público Militar (MPM). Na oportunidade, o almirante Borges ressaltou o importante papel desenvolvido pelo MPM, parabenizando a Instituição por sua expansão por todo o território nacional, também entregando, como reconhecimento, a panóplia do Comando de Operações Navais ao PGJM, Antônio Pereira Duarte.